(79) 3016-1070
Seg. a Sex. das 08:00 as 12:00 e das 14:00 as 17:30

Para ‘uberizados’, ‘já é vínculo de emprego na Austrália’


26/05/2021 14:48
Compartilhar no Whatsapp
Imprimir

Para ‘uberizados’, ‘já é vínculo de  emprego na Austrália’

Diego Franco, um brasileiro que trabalha para um aplicativo de entrega de comidas, conseguiu o reconhecimento de seu vínculo com a plataforma na Justiça... da Austrália.

A decisão vem na esteira de uma onda de críticas que os aplicativos de entregas têm recebido no país, pois a cobrança por performance, especialmente durante a pandemia, resultou em muitos acidentes de trânsito.

Nos últimos meses, vários tribunais do mundo, entre eles Inglaterra, Espanha, França, Itália, além dos EUA, têm proferido decisões reconhecendo o óbvio: trabalhadores que laboram para as empresas de transporte e entrega por aplicativos são trabalhadores subordinados e, nessa condição, devem receber as proteções sociais da lei.

NO Brasil, há duas semanas,  a 5a. Turma do TST novamente decidiu a favor das empresas.

No Julgamento discutiu-se “o intento de proteção ao trabalhador não deve se sobrepor a ponto de inviabilizar as formas de trabalho emergentes, pautadas em critérios menos rígidos e que permitem maior autonomia na sua consecução, mediante livre disposição das partes.”

O acórdão ainda acrescenta que a empresa UBER “tem se revelado como alternativa de trabalho e fonte de renda em tempos de desemprego (formal) crescente.”

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos .....

 

Fonte: Site Jota.